Zona Oeste



Caldas da Rainha, Óbidos e a Região Oeste

Parque D. Carlos I, Caldas da RainhaÉ longa e bem conhecida a história de Caldas da Rainha, havendo referências desde meados do século XV, naquilo que seria uma parte importante da sua história: os poderes curativos das águas da região, que viriam a dar origem ao hospital termal, que ainda hoje existe, e à vila que se foi edificando à sua volta. São portanto muitas as pessoas que conhecem a história de Caldas da Rainha, embora poucas pessoas fora da Região Oeste tenham tido ainda oportunidade de apreciar esta zona de extraordinária beleza natural.

Caldas da Rainha está ligada aos municípios de Bombarral, Óbidos, Alcobaça e Rio Maior, na confluência dos distritos de Lisboa, Leiria e Santarém, mas é muito mais do isto. Integrada na Região Oeste, esta região é rica em arqueologia pré-histórica, castelos mouros e vilas romanas, pontes e aquedutos, igrejas e mosteiros medievais, fortalezas do século XV, e solares dos séculos XVII e XVIII e fortificações do tempo da Guerra Peninsular do século XIX.

Castelo de Óbidos, ÓbidosPara os amantes da natureza, existem diversos circuitos histórico-culturais, percursos pedestres já definidos e sinalizados, como por exemplo em Salir do Porto, na Baía de São Martinho do Porto, nas Caldas da Rainha, percorrendo a Vila de Óbidos ou de bicicleta ao lado da Lagoa. Para os amantes de desportos aquáticos a região oferece diversificada oferta, iniciando-se junto à Lagoa de Óbidos, passando por Baleal ou Ferrel, junto a Peniche e terminando em Nazaré. Também o golfe oferece inúmeras ofertas, em Óbidos, Consolação, Asseiceira, Vimeiro ou Turcifal, o mais distante a pouco mais de 30 minutos de distância. A região tem também uma história verdadeiramente fascinante de artesanato e de cultura, incluindo o estúdio de cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro, entre vários outros museus da cidade. Para quem procura o mar, a Praia do Bom Sucesso ou a muito mais próxima Praia da Foz do Arelho são opções imprescindíveis.

Outro atrativo de Caldas da Rainha é a sua reputada gastronomia. Não é necessariamente famosa pelos seus restaurantes luxuosos, embora existam vários, em vez disso o mais simples de fazer crescer água na boca, os mariscos e peixes disponíveis em pequenos restaurantes em quase cada esquina, aldeia ou vila. E as antigas receitas, transmitidas de geração em geração podem ser degustadas na região como as “cavacas”, as “trouxas” ou os “beijinhos”, mas também o ensopado de enguias da Lagoa, o bacalhau dourado, o cozido à Portuguesa ou bivalves da Lagoa de Óbidos. Também a não esquecer o chocolate em Óbidos, a Pêra Rocha do Oeste e as adegas que criam os néctares da região.

Campo de golfe Royal Óbidos, arquitetado por Severiano BallesterosA Região Oeste, ao contrário de outras regiões do país, oferece muito mais do que apenas retalhos de Portugal: é um todo. É uma calma e pacífica região abençoada por invernos suaves e verões quentes, arrefecidos pela brisa do oceano Atlântico, bem como uma paisagem salpicada de castelos medievais, ruínas, solares e igrejas.

Conduzir ao longo da costa oceânica, desde Lisboa até à Figueira da Foz é descobrir de onde emergiu o nome “Costa de Prata” que define também a Região Oeste. Praias portentosas brilham como a prata quando são banhadas pelo Oceano Atlântico; falésias, enseadas e cidades piscatórias definem a linha de costa; pomares, vinhas, vilas e aldeias históricas tranquilas recheiam o campo, mas sobretudo as pessoas dão-lhe um carácter e um toque verdadeiramente único. A região é definida pelo sossego e genuinidade. Praias moldadas pelo carácter do oceano Atlântico, lagoas tranquilas e natureza deslumbrante. Cidades e aldeias com um ritmo muito próprio. Noutras palavras, a Região Oeste é um universo longe da azáfama e da agitação, talvez menos cosmopolita, mas seguramente um mundo a descobrir, desfrutar e a consumir ... sem moderação por todos os que buscam algo diferente do seu dia a dia.

Praia da Foz do Arelho, Caldas da RainhaA Gold Team também faz parte do tecido empresarial da Região Oeste e mais especificamente de Caldas da Rainha. Pedro Gabriel e a sua família também aqui vivem há muitos anos. Fale com quem realmente conhece a região.